domingo, 4 de dezembro de 2016

Começar de Novo.

É fundamental saber quando chegamos ao fim de uma etapa, um dos maiores erros que podemos cometer é tentar ignorar os sinais evidentes de que um ciclo chegou ao fim e prolongar o inevitável.
Encerrar um ciclo, terminar um capítulo ou deixar uma pessoa, pode ser uma das decisões mais difíceis que algum dia teremos que tomar, no entanto a inércia é inimiga do sucesso, temos de descobrir forças para deixar o passado, exatamente onde ele pertence, no passado e  só depois enfrentar o futuro com confiança.
O grande problema é saber quando é o fim de um ciclo, na minha vida tenho tido uma enorme dificuldade em desprender-me do passado e abraçar com todas as forças o amanhã , a verdade é que não é fácil, especialmente quando o passado nos traz boas recordações e quando temos medo do incerto e do fracasso. A estagnação acaba por ser uma reflexão exagerada sobre qual o próximo passo a tomar e ela  pode gerar um mal estar contagioso que nos impede de virar a folha e de seguir adiante.
Não há nada mais ingrato do que insistir em viver uma vida que já não existe, dai a fulcral relevância dos rituais de separação e libertação. Não é por coincidência que todas as sociedades possuem rituais e cerimonias que marcam a transição de uma etapa para  outra, estas manifestações de transição simbólica, são interpretadas pelo nosso cérebro como atos reais, que permitem uma metamorfose completa das nossas atitudes e uma nova postura perante o nosso destino.
Por isso é tão importante deixar ir embora, soltar o antigo, aprender as lições para não repetir os mesmo erros e abraçar o novo, mudar de casa, de cidade, de país, de amor, de amigos, viver sem reservas. Os que forem indispensáveis continuarão a sê-lo, independentemente do rumo que a nossa vida levar.
Cada ano novo é uma oportunidade para filtrar o que queremos manter na nossa existência e renovar o nosso guarda roupa e a nossa alma, ao mudar hábitos nefastos e começar um novo capítulo entenderemos por fim que nada é impossível e que  afinal essa palavra utópica chamada "Felicidade" sempre esteve ao nosso alcance.



Sem comentários:

Enviar um comentário